Estar com alguém só para não estar sozinho é solidão mal administrada

07:04:00 0 Comments A+ a-


Estar só pode ser uma das experiências mais libertadoras da sua vida.

Só e possível amar aos outros quando amamos a nós mesmos, senão o amor e a companhia que iremos oferecer será pegajosa, insegura, inconstante. É o que chamamos de apego e dependência e não amor. Amor pressupõe liberdade, pressupõe precisar de momentos para você mesma e também permitir momentos para o outro. Ninguém nasceu grudado, até cordão umbilical precisa ser cortado quando nasce o bebê.

Não há nenhum problema em tirar um tempo para ficar sozinho.

Aliás um dos males da modernidade é o medo que as pessoas tem da solidão.
Não é para confundir solidão ou solitude com isolamento.


Solitude é quando você caprichosamente e especificamente separa um tempo para si mesmo, para entrar em contato com suas coisas, aquilo que é importante para você e que não depende do outro. Nunca irá depender. Você pode somar com o outro o que descobre nessas incursões ao seu interior, na sua jornada de crescimento pessoal. Isso sim é maravilhoso.

Isolamento é quando você não sabe ou não consegue se relacionar em primeiro lugar com você mesma e isso se reflete na dificuldade subsequente de se relacionar com os outros. É quando você se fecha em copas e não deixa ninguém entrar ou o contrário, quando deixa qualquer um entrar pois se sente terrivelmente só se não estiver como um apêndice de alguém. Você não tem vida, você vive a vida de outros.


Aprenda a administrar sua solidão de maneira a não precisar lutar por alguém que não te quer, isso não é amor, é carência, e tem a ver com seus aspectos emocionais abalados muito mais do que com a importância dessa pessoa na sua vida.

Você não merece tentar convencer alguém de que merece ser amado. O que você precisa justamente é o contrário. Amar a si mesmo. E não irá precisar provar a mais ninguém que tem valor.

Não insista na teimosia de não poder estar sozinho.

Invista toda essa energia desperdiçada em um relacionamento em que não há troca em você, no seu desenvolvimento pessoal, no seu espaço mental preservado, na sua paz.

Thayse Jorge é Psicóloga, escritora e mantém o podcast Diálogos do Coração.

Instagram: @psicologa_thaysejorge